Resenha: Claros Sinais de Loucura | Karen Harrington

Capa do livro
Sarah Nelson seria uma garota normal, se não tivesse uma planta como melhor amiga, se sua mãe não tivesse afogado seu irmão gêmeo, de 2 anos, e depois tentar fazer o mesmo com ela e mais uma coisa, ela coleciona palavras-problema, palavras que ela não pode falar, em um de seu diário verdadeiro que está bem escondido dentro de uma toalha em seu banheiro. Já o outro, está bem a vista. Ela escreve coisas comuns para se caso alguém ler, não saber sobre seus reais sentimentos e suas dúvidas.
Quando o aniversário dela chega, pretende pedir para o pai um Ipod Shuffle, para ouvir músicas enquanto volta da escola, mas quando vai pedir para ele, adivinhe só, ele estava bêbado, jogado no sofá como sempre. Ela deixa para lá.
No último dia de aula, Sr Wistler, o professor de inglês, manda todos escreverem uma carta para um personagem, sem utilizar abreviações que usamos atualmente na internet, e o melhor ganharia um Ipod Nano. Todos resolvem escrever para Harry Potter, por sugestão do professor. Mas ela não, resolve escrever para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. No final da aula, ninguém tinha apresentado a carta, somente ela, que ganhou o Ipod que queria.
As férias de verão está ai, e com elas, três problemas.
Problema 1: Vou ter um verão chato e vou ser obrigada a ficar com meus avós na casa chata deles.
Problema 2: Vou começar o sétimo ano em três meses e vou ser obrigada a fazer aquele projeto horroroso de árvore genealógica que a irmã da Lisa teve que fazer esse ano. Todo mundo vai descobrir sobre minha mãe. 
Posso tentar contornar o Problema 1, mas o Problema 2 é tragicamente insolúvel. Não consigo evitar nenhum jeito de evitar o trabalho, a menos que eu me mude e vá para outra escola. Vale investigar essa opção. - página 10

Todo verão Sarah é praticamente obrigada a ir para a casa dos avós dela, pois seu pai, um professor universitário, trabalha o dia inteiro,praticamente. Mas ela não quer ir para lá esse ano, então precisa achar uma saída. Sem dizer que apostou com sua amiga, chamada Lisa, que teriam que beijar um menino de língua no verão. E no meio disso tudo, ela procura sinais de que está enlouquecendo e se tornando igual a mãe.

Parte inferior da capa
Gostei muito, com M maiúsculo. Tanto que se tornou um de meus livros preferidos. O livro trata de assuntos que realmente acontecem com os adolescentes, como bullying, mudanças de humor, menstruação(para meninas) e etc. Me senti envolvido com o livro, por causa da autora conseguir retratar tão bem os sentimentos que nós adolescentes sentimos. Com o decorrer do livro parecia que eu estava dentro dele. Enfim, posso dizer que adorei o livro. 
Deixo para vocês abaixo a definição de loucura.
loucura.s.f. Qualidade ou caráter do que é louco.Doença mental; doidice; demência, insanidade.Ato próprio de louco.
Ato de extravagância, de imprudência: fazer uma loucura, loucuras da mocidade.


Você também poderá gostar

2 comentários:

  1. muito boa sua resenha! serio, ñ gosto muito de resenhas escritas... mas desta eu gostei! :D queria saber se vcs tem algum canal no youtube?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Fico feliz por ter gostado da resenha. Não, este é apenas um blog, não temos nenhum canal no YouTube. E desculpa pela demora para responder seu comentário.

      Excluir