Resenha: A Fantástica Fábrica de Chocolate | Roald Dahl

Capa do livro

Titulo: A Fantástica Fábrica de Chocolate.
Autor: Roald Dahl.
Páginas: 173, mas pode variar de edição para edição.
Editora: Martins Fontes.
Tradução: Dulce Horta.
Lançamento: 1964.

Sinopse: Charlie Bucket adora chocolate. Sr. Willy Wonka, o mais incrível inventor no mundo, está abrindo os portões de sua Fantástica Fábrica de Chocolate a cinco crianças sortudas. É um prêmio de uma vida! Quebra-queixos, doces mexe-mexe e um rio de delícias de chocolate derretido os aguardam - Charlie precisa apenas de um Cupom Dourado, e essas guloseimas poderão ser todas dele.

Charlie vive com sua família, que seria os pais e os 4 avós, de parte de mãe e de pai, mas eles não tem uma situação financeira muito boa, as vezes chegando até a passar fome. Mas um dia o Sr. Willy Wonka abre um ''sorteio'', coloca 5 Cupons Dourados dentro de suas barras de chocolate, e quem achar algum vai poder fazer um tour pela fábrica e a criança pode levar no máximo dois acompanhantes.
Depois de algumas tentativas Charlie finalmente consegue um Cupom Dourado, e o último. Então ele e mais 4 crianças vão fazer um tour pela fábrica com o Sr. Wonka. A fábrica parece um paraíso, rios de chocolate, doces por tudo quanto é lado, geringonças perigosas, e é claro que não podemos esquecer dos Umpa-Lumpas.

Em uma lista de 2006 para a Royal Society of Literature, a escritora J. K. Rowling a autora dos Harry Potter. Disse que o livro a fantástica Fábrica de Chocolate esta entre seus dez melhores livros que toda criança deveria ler. 
Somos apresentados a quatro outras crianças, Augusto Glupe, o menino guloso, Veroca Sal, a menina mimada, Violeta Chataclete, a menina que masca chiclete o tempo todo e Miguel Tevel, o menino que só vê televisão. E Charlie, o herói. Juntos eles conhecem a fábrica de Willy Wonka, mas eles não irão voltar do mesmo jeito para casa. Tem uma surpresinha para cada um deles.
O livros teve duas adaptações para o cinema, uma em 1971 e a outra em 2005. A imagem é da adaptação de 1971
O livro é relativamente curto, são 173 páginas, com ilustrações, canções do Umpa-Lumpas, e sem dizer que a fonte é ''grande''(deste tamanho). O livro é de gênero infantil, então tem uma linguagem de fácil compreensão e é bem leve. Uma coisa que gostei foi as canções dos Umpa-Lumpas, elas me tiraram boas risadas. As vezes você fica com vontade de comer todos os doces que são apresentados de tão descritivos que o autor foi com os sabores e cheiros. Uma leitura muito rápida, li um pouco antes de dormir durante três dias e... Acabei.





Você também poderá gostar

Um comentário:

  1. Oi Gabriel, tudo bem?
    Adoro a história da fantástica fábrica de chocolate! Apesar de nunca ter lido o livro eu já assisti a várias versões do filme e adorei todas.
    Achei a capa do livro bem fofinha! Estou mesmo procurando uma leitura infantil, pois já faz um tempinho que não leio nada do gênero!

    Abraço...
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir