Resenha: Lua Nova | Stephenie Meyer


Capa
Título: Lua Nova.
Autor(a): Stephenie Meyer.
Páginas: 432 páginas.
Editora: Intrínseca.
Tradução: Ryta Vinagre.
Lançamento: 2006 (EUA) / 2008 (Brasil)
Sinopse: Para Bella Swan, há um coisa mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward, já resgatara Bella, das garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando...

Bella e Edward estão com seu romance a mil maravilhas até que uma data que Bella não acha tão especial, mas Edward sim, essa data é o aniversário de Bella. Os Cullen preparam um jantar em comemoração à data. Bella recebe presentes, e quando vai abrir um deles acaba se cortando com o papel, e Jasper, irmão de Edward, acaba ficando extasiado pelo sangue e ataca Bella, mas Edward o intercepta. Estando diante do fato que Bella sempre correria perigo estando com eles, Edward decide deixá-la ter uma vida normal, sem ele, então os Cullen vão embora de Forks.


Bella entra em uma profunda depressão, faz as coisas no ''automático'', não se relaciona mais com seus amigos e nem com seu pai, falando somente o necessário, e com respostas curtas. Um dia quando Bella entra em uma situação de risco, tem uma alucinação de Edward a mandando sair dali, e ficar segura. Quando Bella começa a aprender a andar de moto com Jacob ela tem outra visão de Edward a mandando tomar cuidado, até que ela junta as peças e descobre que ela tem essas visões quando ela está em perigo, tentando assim achar modos de sentir adrenalina e poder ver o rosto do seu tão amado Edward.

A única companhia de Bella com Edward fora é o Jacob Black. Ele acaba se tornando o melhor amigo de Bella, e acaba tirando ela de sua depressão e a tornando mais alegre. Mas ele tem alguns problemas pessoais que a autora vai soltando implicitamente ao longo do livro. A autora também coloca novos personagens, os Volturi, um clã de vampiros que seria como se fosse a realeza dos vampiros, eles tem uma guarda com vampiros com dons impressionantes. Eles vivem em Volterra, na Itália.

''Apesar dos lobos serem introduzidos neste volume, o título refere-se à fase mais escura da lua e, na história, à fase mais escura da vida de Bella. A imagem da capa remete à sangue escorrendo e a flor está machucada, como a protagonista.''
O livro é bem deprimente, pois como Bella estava em uma depressão a narrativa também começou a entrar numa. Achei meio forçado a questão do estado em que Bella ficou, sendo que uma pessoa normal continuaria com sua vida. Uma coisa que gosto bastante é nos diálogos da Bella, ela fala algumas coisas que acabam me tirando alguns sorrisos despretensiosos. O livro é cheio de charadas, que se você for esperto consegue captar a mensagem antes da autora te dar. Uma coisa que me chamou atenção, é que a autora não fez nenhum curso de escrita para escrever a saga, ela é somente formanda em literatura inglesa, sendo que ela não tinha nenhuma experiência com a escrita de livros. Enfim, o livro não chega a ser ruim, só que ele não tem tanta ação como no primeiro, e isso é um choque para quem começa a ler o segundo livro.

Curiosidades sobre Lua Nova:
- Ela criou os Volturi porque precisava de um contraponto de peso aos Cullen, que estavam tornando-se poderosos demais e indestrutíveis.
- A autora só conseguia escrever com música, por isso em seu site há um playlist de cada obra e algumas das bandas estão presentes nas trilhas dos filmes.
- Os X-men foram uma das inspirações para os vampiros que possuíam poderes.

Fonte curiosidades: Livraria da Folha





Você também poderá gostar

Nenhum comentário: