Crônica: É como tu

Essa foi uma tentativa de tirar uma foto legal que não foi concluída



Sempre tem aquela noite livre em que temos muitas coisas que podemos fazer, mas nenhuma delas parece ser o que nós realmente queremos fazer. Na realidade nem sabemos o que queremos, apenas pensamos em algo que não está em nosso alcance e perdemos tempo à toa. E depois de gastar todo o tempo disponível com algo que poderíamos estar fazendo, nós nos lamuriamos por tudo o que poderíamos ter feito e não fizemos.

Mas se pararmos para pensar sempre é assim, as vezes é coisa de uma noite, as vezes é uma coisa que demora anos para pararmos e refletirmos sobre o que poderíamos ter feito todo esse tempo em que ficamos nos lamuriando. É complicado.

Falta 1 mês para o Enem, e nesse momento deve ter alguma pessoa Brasil afora estudando, ou dormindo, pois são 1h32 da manhã. Eu, Mario sou um, que nesse momento está despejando esse monte de palavras enquanto devia estar lendo um livro que deve devolver a biblioteca em uma semana, que devia estar estudando para o Enem já que passou o ano inteiro sem nem dar bola para, que devia estar arrumando o quarto que está uma anarquia, que devia, que devia...

Devemos estar fazendo muitas coisas, mas estamos gastando o tempo com outra coisa totalmente desnecessária. É como tu, que está gastando o teu tempo lendo isso mas devia estar fazendo alguma coisa mais importante, mas mesmo assim; por quê temos que fazer algo que não queremos? Por quê? Mesmo que saibamos da necessidade do que nos é imposto, nós iremos arcar com os nossos atos, nós, mais ninguém vai. Tenho um amigo que não sabia que faculdade fazer, daí por pressão dos familiares acabou fazendo advocacia.

“Faz advocacia fulano, tu vais se dar bem! ”

“Advogado ganha bem, vai por mim. ”

“Já que tu não sabes o que fazer faça advocacia, tá todo mundo fazendo. ”

Agora vamos ir lá na frente daqui a 10 anos, fulano está trabalhando como advogado? Na realidade está, ele tá levando uma vida medíocre, não trabalha com o que gosta, é casado com uma pessoa que não gosta, mora num apartamento que ainda está pagando que não gosta. Agora me diz, esse meu amigo arcou com a escolha que tomou, ele se deixou levar pelo que os outros queriam para ele e está lá, “super feliz” com sua vida “maravilhosa” que ele sempre sonhou ter.


Agora se tu estás lendo isso aqui até agora, nesse final eu só te digo uma coisa. Se apressa, faz o que tu queres fazer, fale o que tu queres falar, goste de quem tu queres gostar, faça tudo o que tu queres fazer, pois o tempo não para.


Você também poderá gostar

Nenhum comentário: